LES Online

A LES Online tem como objetivo divulgar estudos e investigações de carácter científico, assim como projetos de intervenção e artigos de opinião, relacionados com as diversas vertentes da temática lésbica. Promove a visibilidade lésbica através da interligação entre o ativismo e a academia, assumindo como objetivo não só contribuir para a reflexão sobre questões lésbicas mas também promover os direitos e a igualdade de oportunidade das mulheres lésbicas.

A LES Online foi criada em 2009 como resposta à necessidade de abordagens específicas às realidades de mulheres lésbicas que incluem dimensões socioeconómicas, políticas e psicológicas muito diversas. Acreditamos que estas diferentes dimensões criam uma paisagem particular que requer abordagens específicas.

O call for papers do primeiro número lançou o desafio a investigadores/as e ativistas a partilharem as suas visões e argumentos sobre o seguinte problema: Os temas relacionados com as lésbicas são frequentemente abordados num enquadramento feminista ou LGBT. Existem questões que não se tornam visíveis em contextos feministas ou LGBT? Há necessidade de uma abordagem específica? O primeiro número da LES Online foi lançado num contexto académico, na escola Superior de educação do Porto, com a participação de investigadores/as e representantes dos partidos políticos que têm tido um papel relevante na defesa dos direitos de pessoas LGBT.

Durante 7 anos foram publicados 10 números com um total de 71 artigos, para além dos artigos científicos, tem secções de narrativas sobre a participação das mulheres no movimento LGBT, intervenção social e política e recensões de livros.

Apesar de todos os esforços de divulgação, foi sendo cada vez mais difícil manter a periodicidade da LES Online. Compreendemos que por um lado existem poucas/os investigadores/as a trabalhar especificamente sobre questões lésbicas e por outro lado existe uma enorme pressão para publicar em revistas indexadas. Por estas razões a publicação da LES Online foi suspensa como publicação autónoma e passou a integrar a REVISTA LATINO-AMERICANA DE GEOGRAFIA E GÊNERO.

Anúncios